7ª EDIÇÃO DA MOSTRA TIRADENTES | SP CHEGA AO CINESESC

20, mar 2019


Consolidado como o evento do cinema brasileiro na capital paulista, a Mostra Tiradentes, de 28 de março a 03 de abril, presta homenagem à atriz Luciana Paes e promove sessões de filmes, debates, encontros e oficina. Em destaque, filmes vencedores e a pré-estreia mundial de “Copo Vazio”, longa mais recente de Dellani Lima

 

A Mostra Tiradentes|SP chega à sua 7a edição, de 28 de março a 03 de abril, no CineSesc, graças à continuidade da parceria entre a Universo Produção e o Sesc SP. Consolidada como o evento do cinema brasileiro na capital paulista, a Mostra Tiradentes | SP apresenta, em sete dias de programação, 35 filmes (13 longas, um média e 21 curtas), 19 sessões de cinema10 bate-papos com realizadores, uma oficina e um debate conceitual. A Mostra SP será norteada pela temática “Corpos Adiante”, abordada na 22ª edição da Mostra Tiradentes (janeiro), com o intuito de ampliar a reflexão com discussões e perspectivas.  

O público de São Paulo está convidado a conferir um panorama do cinema brasileiro contemporâneo com a realização da Mostra Tiradentes|SP 2019, que exibirá todos os filmes vencedores da edição mineira de 2019, além de outros destaques exibidos na 22ª Mostra Tiradentes e títulos selecionados especialmente para São Paulo. O evento acontece no Cinesesc (Rua Augusta, 2075 – Cerqueira César). 

“Além de oportuna chance de repercutir parte da produção cinematográfica nacional, expandindo sua ação de difusão cultural, essa parceria é para o Sesc um meio de reafirmar a capacidade inerente do cinema de contribuir para a reflexão consciente e crítica das representações do real e, ao fazê-lo, provocar desdobramentos para quem o frui e para quem o cria e produz”, afirma Danilo Santos de Miranda, diretor Regional do Sesc São Paulo. 

“A Mostra Tiradentes |SP representa uma conjugação de esforços e tem um propósito que nos une –honrar com o compromisso de lutar pelo que é produzido no Brasil, pela pátria das nossas imagens, dos corpos que as fazem, dos que as aplaudem. Um espaço de vanguarda para discutir a criação de outros universos possíveis”, ressalta Raquel Hallak, diretora da Universo Produção e coordenadora da Mostra Tiradentes. 

A intensa e diversificada programação tem início no dia 28 de março, às 20 horas. A abertura oficial contará uma performance audiovisual que apresentará a temática central do evento com arte, música e movimento. A direção é de Chico de Paula, a trilha ao vivo será executada pelo músico Barulhista e participações especiais da cantora Josi Lopes e da atriz Rejane Farias. Na sequência, a sessão em pré-estreia do longa “Vermelha”, dirigido por Getúlio Ribeiro, produção de Goiás que foi eleita pelo Júri da Crítica da 22ª Mostra de Cinema de Tiradentes como Melhor filme da Mostra Aurora. Após a sessão, o diretor participa de bate-papo mediado pela curadora Lila Foster. 

A abertura tem entrada gratuita, com retirada de ingressos com uma hora e meia de antecedência para Sesc Credencial Plena e uma hora para público geral, no Cinesesc. As demais sessões terão ingressos a preços populares: R$ 3,50 para associados Sesc (com apresentação da carteirinha plena), R$ 6 (meia-entrada) e R$ 12 (inteira).

HOMENAGEM À ATRIZ LUCIANA PAES 

Pela segunda vez consecutiva, a Mostra Tiradentes | SP elege um homenageado especialmente para a itinerância paulista do evento. Em 2019, a escolhida é a atriz paulistana Luciana Paes, que receberá o Troféu Barroco durante a cerimônia de abertura do evento. A homenagem destaca e reconhece a carreira de sucesso da atriz. Uma profissional de repertório cômico e autocrítico que se reinventa a cada espetáculo. Atua há mais de uma década e se divide entre teatro, cinema e televisão. Seu estilo de interpretação mescla rigor técnico e carisma, o que já lhe rendeu prêmios e destaque na cena dramática brasileira. 

Pedro Maciel Guimarães, curador da Mostra Tiradentes | SP 2019, justifica a escolha da atriz como homenageada: “Dona de um estilo de interpretação que mescla rigor técnico com um carisma a toda prova, Luciana Paes se destaca na cena dramática brasileira pela fidelidade a uma mesma trupe teatral, a Companhia Hiato, e pela capacidade de passar de registros afetivos a distanciados no cinema”. 

Integra também a homenagem a exibição de três filmes – o curta-metragem “A Mão Que Afaga”, de Gabriela Amaral Almeida(2012), e os longas “Sinfonia Da Necrópole”, de Juliana Rojas(2014) e “O Animal Cordial” também dirigido por Gabriela Amaral Almeida(2017), que serão exibidos no dia 29 de março, a partir das 17 horas. 

MOSTRA AURORA 

Dedicada exclusivamente à exibição de trabalhos de diretores em início de carreira, independentemente da idade, mas que tenham até três longas realizados, a Mostra Aurora chega, em 2019, a sua 12ª edição. Com curadoria assinada por Lila Foster e Victor Guimarães e coordenação de Cleber Eduardo, o recorte reúne filmes inéditos de diretoras e diretores de seis estados: Goiás, Paraíba, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Ceará e São Paulomantendo o seu olhar para a produção independente das mais variadas regiões do país. Depois de concorrerem ao prêmio do Júri da Crítica na 22ª Mostra de Tiradentes, eles chegam a São Paulo para sua segunda exibição. Sete filmes integram a seleção: A Rosa Azul de Novalis (SP), de Gustavo Vinagre e Rodrigo Carneiro; A Rainha Nzinga Chegou(MG), de Junia Torres e Isabel Casimira; Tremor Iê (CE), de Elena Meirelles e Lívia de Paiva; Seus Ossos eseus Olhos (SP), de Caetano Gotardo; Vermelha (GO), de Getúlio Ribeiro; Desvio (PB), de Arthur Lins; e Um Filme de Verão (RJ), de Jô Serfaty. 

 “A mostra apresenta filmes que buscam desconstruir os códigos da ficção e do documentário, com dramaturgias que se desenham entre o passado da ancestralidade, o presente dos conflitos e a incerteza do futuro”, destaca a curadora Lila Foster. “Os trabalhos reúnem imagens que forjam experiências de conexão entre personagens, sua realidade local e os imaginários que surgem do encontro entre sujeitos, cultura e cinema; obras que se fazem entre a afirmação da presença dos corpos e a abertura à fabulação” aponta a curadora Lila Foster. 

MOSTRA FOCO 

Também avaliada pelo Júri da Crítica na 22ª Mostra de Tiradentes, a Mostra Foco será exibida em sua totalidade na capital paulista. Geralmente muito atrativo ao público – devido à duração dos filmes e à possibilidade de se assistir a títulos variados numa mesma sessão –, o curta-metragem sempre teve em Tiradentes um tratamento especial na programação, sendo a Mostra Foco um dos recortes mais aguardados. 

Ao todo, doze filmes de cinco estados integram a seleção:“Tea For Two”, de Julia Katharine (SP); “O Bando Sagrado”, de Breno Baptista (CE); “Onze Minutos”, de Hilda Lopes Pontes (BA); “Um Ensaio Sobre a Ausência”, de David Aynan (BA); “Ainda Ontem”, de Jessica Candal (PR), “Caetana”, de Caio Bernardo (PB), eleito como Melhor Curta-Metragem pelo Júri da Crítica na 22ª Mostra de Cinema deTiradentes; “Estado de Neblina”, de Bruno Ramos (SP); “Malandro de Ouro”, de Flávio C. Von Sperling (MG); “A Ética das Hienas”, de Rodolpho De Barros (PB); “Antes de Ontem”, de Caio Franco (SP); “Negrum3”, de Diego Paulino (SP), curta-metragem vencedor do Júri Popular e do Prêmio Canal Brasil; e “Tempestade”, de Fellipe Fernandes (PE). 

MOSTRA PAULISTA 

A participação de filmes produzidos em São Paulo é destaque na programação da Mostra Tiradentes |SP: dos 35 filmes exibidos, 19 são paulistas (6 longas e 13 curtas), incluindo obras apresentadas na 22ª Mostra Tiradentes e títulos selecionados especialmente para a itinerância.

Dois longas do estado de São Paulo, um deles inédito, convidado especialmente para integrar esta programação, integram a Mostra Paulistadesta edição: “Corpo Quilombo”, do diretor Leonel Costa, que depois de passar pela edição mineira volta a ser exibido em pré-estreia nacional na capital paulista; e “Copo Vazio”, novo longa do diretor Dellani Lima, que encerrará a programação no dia 03 de abril em pré-estreia mundial, exibição aguardada com muita expectativa. 

“Vistos em conjunto, os dois filmes que integram a Mostra Paulista apontam para a dimensão humana da sobrevivência na grande metrópole e de como os corpos que nela habitam vão tecendo histórias que se revertem em uma dramaturgia da São Paulo do Centro. Filmes rodados de forma independente, ambos conformam, através do seu modo de produção, uma coletividade unida em torno do cinema, traço que tem marcado a produção de longas-metragens na cidade. Duas São Paulos, duas respostas ao modo daqui viver e produzir filmes”, realça Lila Foster.

 MOSTRA CORPOS ADIANTE 

Destacando a temática desta edição, a Mostra Tiradentes | SP apresenta a Mostra Corpos Adiante, reunindo dois longas, um média e quatro curtas-metragens. 

“O cinema, como linguagem e espaço de reiteração de narrativas e experiências discursivamente condicionadas, se estabelece como campo de disputa. E essa disputa coloca em jogo não só os corpos representados, mas, e sobretudo, o próprio modo como se constituem as estruturas de suas narrativas. Em pluralidade, os corpos-vozes que se apresentam nessa reescrita da História apropriam-se das ferramentas dessa linguagem – a cinematográfica – para fissurar suas estruturas.”, enfatizam os curadores. 

A Mostra Corpos Adiante reúne os documentários premiados “Parque Oeste”, dirigido por Fabiana Assis e eleito Melhor Filme da Mostra Olhos Livres pelo Júri Jovem da 22ª Mostra Tiradentes; e “Meu Nome é Daniel”, de Daniel Gonçalves, que recebeu o prêmio de melhor longa pelo Júri Popular da 22ª Mostra de Cinema de Tiradentes; “Vaga Carne”, média-metragem experimental, dirigido por Grace Passô e Ricardo Alves Jr em segunda exibição após a estreia mundial em Tiradentes; e os documentários em curta-metragem “Janaína”, de Ana Carolina Marinho e João Batista Júnior (escolhido especialmente para a edição paulista); “Quando Elas Cantam”, dirigido por Maria Fanchin, “Preciso Dizer Que Te Amo”, de Ariel Nobre; e “Quebramar”, dirigido por Cris Lyra. 

MOSTRA FOCO SP 

Os curtas do estado serão também celebrados em uma seleção especial, a Mostra Foco SP, que apresenta uma sessão de quatro curtas-metragens com diferentes estéticas, formas de narrar e abordagens heterogêneas do contemporâneo. Conforme explicam os curadores Camila Vieira e Pedro Maciel Guimarães “é uma mostra que abarca um panorama da cena cinematográfica realizada em São Paulo, a partir de filmes que ressignificam os corpos em suas experiências com espaços afetivos, sociais e políticos.” 

Integram a seleção: “Miragem”, de Flora Dias; “Mesmo Com Tanta Agonia”, dirigido por Alice Andrade Drummond; “Lua Maldita”, de Felipe Santo; e a “Casa de Catharina”, dirigido por Felipe Arrojo Poroger e escolhido especialmente para a edição. 

OFICINA 

Na sétima edição da Mostra Tiradentes |SP, a programação oferece também atividades de formação e capacitação. Além de encontros, bate-papos, troca de experiências entre profissionais do audiovisual e o público, o evento, de olho no mercado e nas novas tecnologias, promove também a oficina “Introdução a Práticas e Projetos Audiovisuais Multiplataforma”, a ser ministrada pelo instrutor Gustavo Padovani entre os dias 01 e 03 de abril (segunda a quarta), das 14 às 18h, no CineSesc. 

Serão disponibilizadas 20 vagas e as inscrições poderão ser feitas a partir de 18 de março, pelo valor de R$ 10, para portadores da credencial plena do Sesc. Para o público em geral, as inscrições têm início em 25 de março, pelos valores de R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia). Em todos os casos, o cadastramento deve ser feito pessoalmente, na bilheteria do Sesc, até esgotarem as vagas ou início da oficina. Pede-se aos participantes que levem celular e/ou notebook, que será usado para acessar o material didático, pesquisar e compor o modelo de negócios a ser desenvolvido durante a atividade. 

O objetivo da oficina é entender esse novo ambiente dinâmico de criação audiovisual, aplicando-as em projetos que envolvam novos saberes a respeito de estruturas narrativas para multiplataformas, novas formas de produção, roteirização, desenvolvimento de mundo, modelagem de negócios e estratégias de circulação do conteúdo audiovisual. A oficina prevê uma atividade em conjunto com a exibição de filmes da 7ª Mostra Tiradentes | SP, que irá incrementar a experiência dos participantes da oficina e na mostra como um todo. 

***

Acompanhe a Mostra Tiradentes |SP e o programa Cinema Sem Fronteiras 2019.

Participe da Campanha #EufaçoaMostra

Na Web: mostratiradentes.com.br | sescsp.org.br

No Twitter: @universoprod     @cinesesc_sp

No Facebook: mostratiradentes  |cinesescsaopaulo

No Instagram: @universoproducao   @cinesesc 

***

CineSesc

Rua Augusta, 2075 – Cerqueira César | (11) 3087-0500 | www.sescsp.org.br  

 

Mostra Tiradentes |SP – 7a edição

28 de março a 03 de abril de 2019 

Realização: Universo Produção e Sesc

Assessoria de Imprensa   – Universo Produção: Laura Tupynambá – (31) 3282.2366 e (31) 99534.6310 – imprensa@universoproducao.com.br

Atendimento: ETC Comunicação:  (31) 2535-5257 – Luciana d’Anunciação  | (31) 99742.7874 luciana@etccomunicacao.com.br  

Informações:  Universo Produção –  (31) 3282.2366   Cinesesc – (11) 3087.0500



Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *